Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017 às 15:49 - Atualizado em Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017 às 16:25

SÃO FÉLIX DO XINGU: Força Nacional vai permanecer na Terra Indígena Apyterewa

O Ministério da Justiça e Segurança Pública publicou uma portaria no Diário Oficial da União que prorroga por mais 120 dias a permanência da Força Nacional em São Félix do Xingu, no sul do Pará. Os integrantes da Força Nacional dão apoio a Operação Apyterewa, de retirada de ocupantes não indígenas da Terra Indígena Apyterewa.

A operação tem o objetivo de garantir a segurança das pessoas e do patrimônio, em apoio aos órgãos federais envolvidos. Os trabalhos de desocupação ocorrem em cumprimento à determinação jOs integrantes da Força Nacional dão apoio a Operação Apyterewaudicial do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A ação é promovida em coordenação conjunta entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), a Fundação Nacional do Índio (Funai), os departamentos de Polícia Rodoviária Federal e de Polícia Federal.  

De acordo com a portaria, o número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública obedecerá ao planejamento integrado e o prazo do apoio prestado pela Força Nacional poderá ser prorrogado, se necessário.  
 

OPERAÇÃO 
 

Em janeiro de 2017, homens da Força Nacional e do Exército desembarcaram em Ourilândia do Norte, no sul do Pará, para trabalhar na operação de retirada de famílias que ocupam a reserva indígena Apyterewa, em São Félix do Xingu. 

 

A retirada dessas pessoas foi determinada através de um decreto presidencial de abril de 2007. Segundo a prefeitura do município, mais de 2 mil pessoas vivem em áreas que ficam dentro da reserva e existe inclusive o assentamento São Francisco, com 200 pessoas, que não teriam para onde ir. 

Tag's: operação, índios, terra

Fonte: Jornal A Notícia

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES