Domingo, 16 de Julho de 2017 às 16:16

Sarney promove reunião para tentar fazer a cunhada presidente do TJ-MA

O ex-senador José Sarney promoveu uma reunião para fazer Nelma Sarney a presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão.

O nome da desembargadora tem encontrado resistência entre seus pares diante da repercussão negativa de sua eleição e o risco de comprometer o tribunal nacionalmente como uma garantia de impunidade à família Sarney, especialmente a ex-governadora Roseana, que é ré em vários processos por desvio de dinheiro público.

Sarney reuniu em sua casa, no Calhau, magistrados e advogados que apoiam a candidatura da desembargadora, para expor as primeiras coordenadas para eleger a sua cunhada presidente do TJ em outubro.

O ex-presidente conferiu o escore da disputa, ligou para membros da Corte de Justiça e distribuiu tarefas aos participantes do convescote.

Nelma Sarney tem como adversário o desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, que tem o apoio do atual presidente Cleones Cunha, e dos ex-presidentes Jorge Rachid, Jamil Gedeon e Cleonice Freire.

O ex-presidente José Sarney interrompeu a reunião com Nelma e correligionários para telefonar ao presidente Michel Temer e felicitá-lo na vitória da CCJ da Câmara, que rejeitou o relatório sobre a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR)

Sarney encerrou o telefonema com o Temer com um “estamos juntos presidente”. Em seguida, repetiu a fala com aos convivas. Os magistrados e advogados que participaram do encontro saíram com uma tarefa para executar.

 

Tag's: Maranhão, São Luiz, Justiça

Fonte: Jornal Pequeno

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES